Notícias

Comissão criada pela Susep acompanha inovações



A disruptura irá acontecer, mas ela não pode atravessar um mercado no qual há regras. A afirmação, feita pelo superintendente da Susep, Joaquim Mendanha, retrata bem a visão da autarquia, que trata esse assunto com prioridade, mas, ao mesmo tempo, entende que qualquer avanço deve ser precedido pelo necessário e amplo debate com todos os segmentos do mercado.


Não por acaso, a Susep criou, em julho do ano passado, a Comissão Especial de Inovação e Insurtech, que tem forte participação do mercado por meio de representantes da Fenacor, Escola Nacional de Seguros, CNseg e três de suas quatro federações associadas (FenSeg, FenaPrevi e FenaCap), Fenaber (Federação Nacional das Empresas de Resseguros), ANSP – Academia Nacional de Seguros e Previdência e An-Re – Associação Nacional das Resseguradoras Locais.


A Comissão poderá criar subcomissões temáticas para tratar de assuntos específicos, quando julgar conveniente. Além disso, deverá ter caráter permanente, uma vez que a norma que a criou (Portaria 6964/17 da Susep) não estabelece prazos para a conclusão dos trabalhos.


Para Mendanha, novas ferramentas e inovações de forma geral são bem-vindas, desde que tenham como foco a melhoria das relações entre os agentes do mercado. “Já existem sistemas que auxiliam o corretor de seguros no seu trabalho. E se novas ferramentas chegam para ampliar a abrangência da indústria do seguro para outros consumidores, é um movimento muito bem-vindo”, assinala o superintendente da Susep, para quem esse quadro significa “crescimento de mercado”.


Na avaliação dele, não há dúvidas de que inovar é fundamental para o desenvolvimento sustentável do setor de seguros e para “o esclarecimento dos seus consumidores”.


Joaquim Mendanha tem reiterado que o órgão regulador em momento algum é contra a inovação. “O que não pode ser aceito, em hipótese alguma, é que empresas entrem no mercado de seguros sem a autorização do Estado, devidamente calçadas pela legislação”, acentuou, por exemplo, ao participar de talk show no 20° Congresso Brasileiro dos Corretores de Seguros, realizado em Goiânia (GO), em outubro de 2017.


Na ocasião, ele assegurou ainda que a Susep tem agido “energicamente contra isso” (a atuação irregular de empresas no mercado).

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo

O SINCOR-RJ

Durante o período de pandemia o Sincor-RJ está funcionando de segunda a sexta, de 09:00 às 12:00 e de 13:00 às 18:00 em Home Office. 

Nosso Whatsapp é 21 96758-7195

INSTITUCIONAL

MAPA DO SITE

SERVIÇOS

MISSÃO

A missão do Sincor-RJ consiste na defesa e aprimoramento dos corretores de seguros, no exercício de suas atribuições e na defesa do consumidor de seguros e do instituto do seguro, em razão do seu grande sentido social.

VISÃO

O SINCOR/RJ almeja ser a casa do aperfeiçoamento do corretor de seguros e a coluna que sustenta o instituto do seguro pelo seu sentido social.

VALORES

Os valores que orientam e presidem as ações de nossa instituição e que temos como apanágio, são: a verdade; a independência; a honestidade; a cooperação e a justiça. Assim, sob a égide desses atributos, desenvolvemos os nossos esforços e as nossas missões.

Sincor-RJ - Sindicato dos Corretores e das Empresas Corretoras de Seguros, de Resseguros, de Vida, de Capitalização e de Previdência, do Estado do Rio de Janeiro. com sede na Rua dos Mercadores, 10 – Centro, Rio de Janeiro – RJ, Cep: 20010-130, inscrita no CNPJ sob o no 33.915.117/0001-54